...

Jesus, Hosana e Voleibol

Igreja Missional | publicado há 3 meses

Um dos meus esportes favoritos é o voleibol. Eu até tentei jogar quando eu era adolescente, mas não funcionou muito bem (eu boto a culpa no meu pai, de quem eu herdei a minha estatura de 1,75). Mesmo assim, eu acompanhava os jogos da seleção brasileira e jogava com meus amigos sempre que podia. 
Em 1992, a seleção brasileira de voleibol chegou ao auge nas olimpíadas de Barcelona. E eu, é claro, assisti a todos os jogos! 
Pouco tempo depois dos jogos, recebi um convite de alguém que trabalhava no Banco que patrocinava a seleção. Ele me disse que um jogador da seleção viria à cidade e me perguntou se eu gostaria de buscá-lo no aeroporto, junto com ele! 
-       Claro! 
Eu respondi e fiquei imaginando, quem seria o jogador? 
-       Marcelo Negrão? Maurício? Tande? Ou seria o Giovanni? 
Afinal de contas, eu conhecia o nome, a posição, e a altura de cada um dos jogadores titulares da seleção brasileira!  
Na ida para o aeroporto, aquele homem me diz:  
-       Quem está vindo é o Amauri! 
-       Amauri? Eu disse. 
Mas o Amauri é reserva, pensei. 
-       Ah, ok. Interessante, disse eu.
Quando aquele homem de quase 2 m de altura entrou na D20 (jovens, perguntem ao seu pai o que é uma D20) onde estávamos, a cabeça dele quase bateu no teto. 
Ok? Ele é alto, foi o que eu pensei. Mas não é o Marcelo Negrão
A minha expectativa, oficialmente, estava frustrada. 
Durante cerca de 20 minutos, observei a conversa entre os adultos. 
E foi isso. Nada mais. Nenhum autógrafo. Nenhuma fotografia. Nenhuma pergunta de como foi vencer as olimpíadas. Nada. A minha expectativa era outra. 
Em Mateus 21, lemos sobre a entrada triunfal de Jesus em Jerusalém. A expectativa do povo também era diferente. Era errada. 
Eles esperavam um Jesus libertador político, um soldado! Um general que causasse uma grande revolução e vencesse o Império. A expectativa deles estava errada! 
Veja o texto comigo.  
8 Uma grande multidão estendeu seus mantos pelo caminho, outros cortavam ramos de árvores e os espalhavam pelo caminho. 9 A multidão que ia adiante dele e os que o seguiam gritavam:
“Hosana ao Filho de Davi!”
“Bendito é o que vem
em nome do Senhor!”
“Hosana nas alturas!”
(Mateus 21.8-9) 
O povo saudou Jesus como um rei, mas a expectativa deles estava errada. Jesus veio para ser o Salvador. Para nos libertar do pecado. Para nos dar vida eterna! 
Muitas vezes, a nossa expectativa em relação a Jesus está errada. Temos acesso a ele. Estamos no carro ao seu lado, mas não ouvimos o que ele diz. Não percebemos quem ele é. Não fazemos perguntas, não expomos o nosso coração porque, afinal de contas, a nossa expectativa é outra. 
Assim como o povo de Jerusalém, esperávamos um Jesus diferente. Um Jesus médico talvez? Advogado ou justiceiro? Quem sabe um Jesus coach? 
A grande questão é que Jesus não pode ser quem eu quero que ele seja. Sim, Ele é rei! Mas ele é muito mais do que isso. Ele é o Salvador! 
Sabe de uma coisa? Anos depois, descobri quem era Amauri. O único jogador daquela seleção que passou pela transição do voleibol brasileiro! O único jogador que teve experiência de 4 olimpíadas! De ganhar um quinto, um quarto lugar, uma medalha de prata, e uma de ouro! Ele era maior do que eu esperava. 
Queridos, Jesus é muito maior do que você pensa! Que tal endireitarmos a nossa expectativa e saudarmos o Salvador das nossas almas da forma que ele merece? 
Hosana! Hosana nas alturas! 
Ele é aquele que um dia voltará como Rei. Enquanto isso não acontece, louvemos o Rei dos Reis. O único que pode nos salvar verdadeiramente! 
 
Pr. Eduardo Treumann 

VIDA IBB

...
Igreja Missional | publicado há 1 semana
Igreja Viva
...
Igreja Viva | publicado há 2 semanas
Igrejaviva

ver todas