...

Como ser uma pessoa espiritual?

Igreja Viva | publicado há 1 mês

O que caracteriza uma pessoa espiritual?

O que a palavra de Deus nos revela sobre espiritualidade?

Essas foram questões levantadas nas mensagens deste fim de semana.

Na Carta do apóstolo Paulo à igreja de Corinto podem ser encontrados pontos muito importantes a respeito da distinção entre os homens que vivem de forma espiritual e aqueles que não. Acompanhe:

Pois, quem dentre os homens conhece as coisas do homem, a não ser o espírito do homem que nele está? Da mesma forma, ninguém conhece as coisas de Deus, a não ser o Espírito de Deus. Nós, porém, não recebemos o espírito do mundo, mas o Espírito procedente de Deus, para que entendamos as coisas que Deus nos tem dado gratuitamente. Delas também falamos, não com palavras ensinadas pela sabedoria humana, mas com palavras ensinadas pelo Espírito, interpretando verdades espirituais para os que são espirituais. Quem não tem o Espírito não aceita as coisas que vêm do Espírito de Deus, pois lhe são loucura; e não é capaz de entendê-las, porque elas são discernidas espiritualmente. Mas quem é espiritual discerne todas as coisas, e ele mesmo por ninguém é discernido; pois "quem conheceu a mente do Senhor para que possa instruí-lo? " Nós, porém, temos a mente de Cristo. 1 Coríntios 2.11-16

Segundo esse trecho, todos aqueles que recebem Jesus são pessoas espirituais, pois possuem a mente de Cristo.

Isso significa não que  a igreja é um lugar onde todas as pessoas vivem de forma espiritual . Pois mesmo tendo recebido o Espírito de Deus para que possua entendimento a respeito das coisa do alto, ainda é possível escolher viver como alguém que nunca viveu essa experiência.

No capítulo seguinte o apóstolo Paulo diz:

Irmãos, não lhes pude falar como a espirituais, mas como a carnais, como a crianças em Cristo. Dei-lhes leite, e não alimento sólido, pois vocês não estavam em condições de recebê-lo. De fato, vocês ainda não estão em condições, porque ainda são carnais. Porque, visto que há inveja e divisão entre vocês, não estão sendo carnais e agindo como mundanos? Pois quando alguém diz: "Eu sou de Paulo", e outro: "Eu sou de Apolo", não estão sendo mundanos? 1 Coríntios 3:1-4

Partindo dessa perspectiva, podem ser classificados três grupos de pessoas. São eles:

1° pessoa natural 

São aquelas que ainda não tiveram um encontro com o Senhor, não foram impactadas pelas verdades do evangelho e são escravas do pecado.

Essas pessoas podem possuir bons princípios, mas por não terem  vivido uma experiência profunda com Deus, não conseguem compreender o estilo de vida Cristão.

2° Cristão espiritual

As pessoas espirituais realmente nasceram de novo ao se encontrarem com Deus. Por isso vivem lutando diariamente contra o pecado, colocando o Senhor no centro de suas vidas, adorando e exaltando Seu nome com tudo oque tem e são.

3° Cristão carnal

Tratamos a carnalidade como sinônimo de mau caráter, mas as Escrituras revelam que o cristãos carnal na verdade é imaturo apenas uma pessoa muito imatura que decide não crescer nas práticas da fé.

A criança é um ser  centrado, auto referente, cujas maiores preocupações são a respeito de si mesmo. 

Movida por apetites, instintos e a percepção de si mesma, ela chora quando tem dor, quando tem fome e se revolta quando não tem seus desejos atendidos.

Essa imaturidade gera desconexão com a realidade do outro, o que resulta na divisão, que é um fruto do pecado.

Pessoas que vivem o cristianismo de forma carnal também podem ser muito religiosas, essas pessoas também não conseguem reconhecer as necessidades, desejos e escolhas de pessoas diferentes delas mesmas. Mesmo que estes sejam irmãos na fé. 

A vida religiosa é o primeiro passo na fé cristã, caminhando com o Senhor é preciso que exista um esforço de crescimento para além dela. Caso contrário o indivíduo permanecerá sendo imaturo.

Mas como viver a espiritualidade madura? 

Pessoas espíritas pensam por si, fundamentadas em Jesus.

Sendo assim, ser espiritual é ter uma experiência direta, pessoal, consciente e responsável com Cristo. Ter autonomia diante de Deus. E assumir a responsabilidade sobre sua vida espiritual e sua consciência diante de Deus, tendo Jesus como referência revelada pelo Espírito Santo. 

Para isso é necessária a construção de uma relação direta com Jesus, tendo apoio de autoridades na fé, mas sem a terceirizar suas decisões.

Para se aprofundar no assunto, confira na íntegra as mensagens relacionadas ao tema, logo abaixo.

VIDA IBB

...
Igreja Viva | publicado há 1 dia
#culto-domingo
...
Igreja Viva | publicado há 1 semana
#pinhais

ver todas